PAT

20 sinais que você trabalha em um ambiente tóxico

A segunda-feira é o maior problema da sua vida? Você passa o dia pensando na hora de ir embora? Pode ser que seu ambiente de trabalho seja tóxico. Os ambientes de trabalho horríveis drenam energia, reprimem o intelecto e acabam com a motivação e o bem-estar. A seguir, reunimos 20 sinais de que você trabalha em um lugar venenoso.

A comunicação é ruim ou simplesmente não existe

Em lugares funcionais, comunicação é fundamental. Em um ambiente tóxico, os integrantes da equipe têm a permanente sensação de que são mantidos no escuro. Não há muitos comentários sobre sua performance e a gerência se recolhe dentro de salas de reunião. Equipes funcionais se comunicam com regularidade, então, se ninguém fala na sua, tem algo muito errado.

Todo mundo está de mau humor

Todo mundo fala o tempo todos sobre o quanto odeia o emprego e está entediado no seu trabalho? A baixa motivação pode ser muito danosa para o sucesso de uma empresa. Esta atitude negativa pode contaminar a toda a equipe e tornar o ambiente de trabalho tóxico. Existem formas de melhorar a motivação de uma equipe, mas é necessário que o chefe entenda a importância disso.

Tem muita fofoca

Claro, todo mundo gosta de um pouco de drama de vez em quando. Mas quando os funcionários estão o tempo todo cochichando e falando os podres dos seus colegas, geralmente indica uma séria disfunção no ambiente de trabalho. Ou existe muita coisa errada para que estejam fazendo fofoca ou os colaboradores da empresa deixaram que suas invejinhas e questões pessoais preponderassem sobre a produtividade. É sempre uma boa ideia não participar destas fofoquinhas.

Tem muita panelinha

O seu trabalho parece mais o filme Meninas Malvadas que um ambiente de colaboração? As panelinhas no trabalho geralmente se formam naturalmente pelos que têm mais afinidade entre si, mas também têm um impacto negativo. Estas turmas podem marginalizar outros integrantes da equipe, motivando rancores. As panelinhas também podem se manifestar no favoritismo em relação aos “parceiros” no que tange projetos ou reconhecimento. Lidar com panelinhas no trabalho é difícil, mas também muito importante não se deixar sugar por elas.

Não tem organização

Nem todo mundo é a Martha Stewart da organização de escritório. Mas locais de trabalho exageradamente desorganizados podem criar um nível de desorganização, caos e disfuncionalidades que podem ser tóxicas. Estudos já mostraram que a bagunça pode afetar a produtividade e desperdiçar tempo precioso. A desorganização pode resultar na perda de clientes e no fracasso de projetos. Pode também ter um impacto negativo na confiança dos funcionários quanto à capacidade do chefe de liderar.

Seu chefe é esquentado ou tirânico

Ninguém gosta de ouvir grito. Se você tem um chefe que recorre a berros para dar ordens, tem muita probabilidade de isso ter influência negativa sobre sua vida profissional. Seu chefe autoritário é provavelmente infeliz no fundo, mas não é desculpa para seu comportamento abusivo. E se não grita, por si só não é um atestado de bom comportamento: depreciação, chamar de apelidos e praticar bullying são todos comportamentos destrutivos.

Você sente que não consegue abordar seu chefe ou RH com problemas

Cada colaborador precisa ter a sensação de que pode tentar resolver questões no seu trabalho. Pode ser um problema com um colega de trabalho ou com suas atribuições ou o pacote de benefícios. Se você tem a sensação de que não pode chegar ao seu chefe ou ao RH do seu departamento com problemas, pode desanimar. Em ambientes de trabalho saudáveis, deve ser possível confrontar seu chefe e não ser demitido por isso. Em ambientes tóxicos, vale a lei de que a porta é a serventia da casa.

Todo mundo quer outro emprego

Sempre há no trabalho quem esteja à procura de uma nova oportunidade. Mas quando todo mundo ao seu redor está olhando ofertas de trabalho e mandando currículos, discretamente prospectando, é uma boa indicação de que algo está errado.  A alta rotatividade é um alerta vermelho de um ambiente tóxico. Se está todo mundo se mandando, talvez você também deva ir.

A gerência coloca colegas uns contra os outros

A competição no ambiente de trabalho é uma coisa boa, exceto se for a única coisa que importa. Em lugares de trabalho bem-sucedidos, as pessoas trabalham em conjunto para resolver. Mas se ninguém no trabalho fala sobe colaboração e se tudo gira em torno de uns serem melhores que os outros, pode ser criado um ambiente hostil, hipercompetitivo e venenoso. Quando seus colegas viram seus inimigos ninguém ganha com isso.

Ninguém pede a opinião da equipe

Houve uma época em que os chefes deviam falar e os empregados baixar a cabeça – ponto final. Mas no ano de 2018, líderes eficientes sabem como é importante receber as opiniões de todos na equipe, sem importar a hierarquia. Estar envolvido é essencial. Se ninguém fala nas reuniões, exceto o chefe ou os maiores escalões, tem um problema.

Você e seus colegas estão o tempo todo estressados e sobrecarregados

Você está sempre desgastado, ansioso e lutando para aguentar o trabalho? Cada vez mais aumenta a preocupação com a saúde mental no ambiente corporativo, e se você está trabalhando muitas horas em um ritmo acelerado, não existe como estar fazendo o melhor. Empregadores que esperam de seus empregados que “vivam” para o trabalho estão sendo injustos e míopes, cabe a você defender-se antes que sofra burn out.

Você desistiu de ter esperança

Nada acaba mais com a ambição que a apatia. Quando o stress e a ansiedade dão lugar ao desalento, não tem a menor dúvida de que seu emprego é tóxico. Se você tem a sensação que não tem sentido tentar mudar as coisas no trabalho porque nada nunca vai melhorar, é um bom sinal de que o melhor é dar o fora. Ainda está em dúvida? Se você está indeciso sobre se deve ou não deixar seu emprego, faça-se estas perguntas antes de se demitir.

Você vê comportamentos sexistas, racistas ou outro tipo de assédio

Não há desculpa para o assédio em um ambiente de trabalho. Seja os comentários engraçadinhos para a aparência de uma colega, o contato físico inadequado ou piadas racistas, a normalização deste tipo de comportamento e ações envenena um local de trabalho. Na era das hashtags MeToo, primeiroassedio e TimesUp, cada vez mais se prima para que estas ações pertençam ao passado, mas ainda há um longo caminho pela frente.

Quando você tem uma nova ideia, a resposta é sempre não

Abertura é a chave da inovação. Quanto mais eficientes são os líderes, mais espaço criam para que circulem ideias com incentivo à participação de todos. Por outro lado, líderes pouco eficientes dizem “não” o tempo todo. Se você está em um lugar onde suas ideias sempre encontram uma resposta negativa, é improvável que possa aprender e crescer.

A gerência sempre dá mais atenção ao que vai errado

Claro, liderar é um trabalho difícil. Mas não importa quão ocupado seja o chefe, há que sempre encontrar tempo para reconhecer um bom trabalho. Os gerentes que sempre se concentram no que é feito de errado criam um ambiente de medo e de ressentimento, drenando a autoconfiança dos subordinados. Se você está recebendo apenas opiniões negativas e o tempo todo é corrigido, deve ter enorme dificuldade de fazer seu melhor trabalho.

Tudo gira em torno de lucro

É o objetivo dos negócios dar dinheiro. Mas receber o salário não deveria ser o único objetivo por trás do emprego. Os colaboradores, especialmente os millennials, querem mais que só um salário. Querem um trabalho que reflita seus valores, que permita priorizar a família e que opere um impacto social positivo. Se seu chefe tem o lucro como único objetivo, é improvável que inspire grandeza em seus subordinados.

Os objetivos são absurdos

Líderes geralmente querem desafiar seus colaboradores para que façam mais. Mas quando suas expectativas não encontram embasamento na realidade e não podem ser alcançadas? Todo mundo quer ter a sensação de que pode atingir as metas no trabalho, então se é constantemente levado a pensar que deixa a desejar, acaba desalentado. Existem formas de administrar metas irrealistas do seu chefe, mas se a batalha é constante, pode ser hora de seguir seus sonhos em outro lugar.

Gerentes levam crédito pelo que a equipe faz

Não muito tempo atrás era considerado normal que assistentes, secretários e outros subordinados fizessem todo o trabalho dos seus chefes e não ficassem com nenhum crédito. Mas não é mais uma prática aceitável. O crédito deve ser dado onde é devido. Se não é o que acontece no seu ambiente de trabalho, pode haver consequências tóxicas.

Espera-se que a vida pessoal e familiar seja sacrificada pelo trabalho

Pode ser desafiador equilibrar o trabalho e a vida pessoal. Até uma certa medida, é a sua responsabilidade encontrar a melhor forma de administrar. Um chefe, no entanto, não deveria esperar que você sacrifique sua vida pessoal pelo trabalho. Alguns empresários colocam tudo em segundo plano por suas companhias, desde as obrigações familiares e férias até os entes amados, mas não significa que você deva fazer o mesmo

O seu sexto sentido diz que algo está errado

Às vezes nem é algo palpável. O seu ambiente de trabalho parece ok, mas as energias não fluem bem. Talvez você não esteja convivendo direito com seus colegas, ou não se entende com o chefe ou simplesmente não tem motivação de fazer seu melhor trabalho. Confiar no seu sexto sentido pode ser a melhor ferramenta de negócios que se pode ter.

 

https://a.msn.com/r/2/BBRX2xn?m=pt-br&referrerID=InAppShare

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close