PAT

Pesquisa avalia proteção dos trabalhadores no cultivo do abacaxi

Luvas, botas, mangotes e perneiras foram avaliados em testes experimentais com ataques reais de serpentes

 O Brasil Rural desta segunda-feira (18) traz de volta o tema segurança do trabalho no ambiente rural. Uma pesquisa de doutorado da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) avalia a proteção dos trabalhadores no cultivo do abacaxi contra ataques de serpentes.

Em entrevista ao programa, Maria Cristina Gonzaga, pesquisadora e técnica da Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro),  falou sobre o trabalho. Segundo ela, os acidentes com serpentes predominam na estação chuvosa e quente, e as partes mais atingidas são os pés e as pernas.

Na entrevista, ela explica, ainda, a escolha dessa cultura e o trabalho com as espécies jaracuçu e cascavel. Os equipamentos de proteção individual aprovados foram testados em campo por trabalhadores de Frutal/MG.

Ouça:

 

O Brasil Rural vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 5h, pelas rádios Nacional AM Brasília e Nacional AM Rio; e sábado, às 5h, pela Rádio Nacional do Alto Solimões e, às 7h, pelas rádios Nacional AM Brasília e Nacional da Amazônia.

*Com informações da Fundacentro

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close