Saúde Ocupacional

Lesão ocular leva 5.600 vítimas ao HUT; 2ª maior causa de atendimentos

Problemas oftalmológicos representam 16% dos pacientes do hospital e quase se igualam à quantidade de vítimas de acidente com moto

Pacientes com problemas oftalmológicos foram responsáveis por 16% dos atendimentos realizados no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) em 2017. Ao todo, mais de 5.600 pessoas chegaram à unidade com corpo estranho no olho ou sentindo dor na região. O número é quase igual ao de vítimas de acidente de moto, que representaram quase 18% dos atendimentos e ocupam o primeiro lugar no ranking.

O agricultor José Carlos Freire, do município de Itinga, no Maranhão, foi internado no HUT no último dia 26, após furar o olho com um prego. O acidente havia ocorrido três dias antes, quando ele estava trabalhando. “Eu senti muita dor e nem consegui comer. Uma sensação ruim no rosto”, conta o paciente.

Segundo o oftalmologista e diretor técnico do HUT, Fábio Marcos de Sousa, o caso de José Carlos é cirúrgico, porque o trauma evoluiu para uma infecção generalizada no globo ocular. “Tentamos o tratamento clínico para evitar a perda o olho, mas ele não está respondendo ao tratamento”, explicou.

Mesmo resistente, o agricultou entendeu que se negar a fazer a cirurgia poderia agravar o seu caso e até leva-lo à morte. “Ninguém quer ficar sem o olho, né? Mas eu vou fazer o que for indicado”, declarou.

O oftalmologista Fábio Marcos (Foto: Moura Alves / O DIA)

O médico Fábio Marcos afirma que são realizados até 25 atendimentos por dia, envolvendo geralmente pacientes lesionados durante o trabalho. “A principal queixa é a sensação de corpo estranho no olho. É frequente recebermos trabalhadores de cerâmicas e pessoas que fazem soldagem de ferro”, afirma o médico.

 

Ele alerta que o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) poderia evitar muitos traumas oculares. “A maioria dos nossos atendimentos são de pacientes que não estavam usando os EPIs ou usavam de forma inadequada. Máscara e óculos de acrílico para algumas profissões são essenciais”, afirma.

A grande quantidade de atendimentos oftalmológicos se justifica porque o HUT é um único hospital de referência em urgência e emergência do Piauí que possui a clínica especializada com atendimento 24h e médico presencial.

Existem hospitais particulares me Teresina, mas o profissional costuma ficar de sobreaviso e a consulta pode custar até R$ 500,00. “A assistência oftalmológica de urgência e emergência tem certa deficiência em todo o Brasil”, diz Fábio Marcos.

Além dos pacientes de todo o Piauí, o HUT ainda recebe pessoas do meio norte do Maranhão e dos estados do Tocantins e do Acre.

Por: Nayara Felizardo
http://www.portalodia.com/noticias/piaui/lesao-ocular-leva-5600-vitimas-ao-hut-2o-maior-causa-de-atendimentos-311593.html

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close