Incêndios

Imagens de drone registram incêndio que atingiu fazendas de produção de milho e algodão e parque estadual em MS

Mais de 70 homens, entre militares dos bombeiros, brigadistas, produtores e trabalhadores rurais participaram do combate ao fogo.

Por Anderson Viegas e Chico Júnior, G1 MS e TV Morena

Um incêndio atingiu nesta quinta-feira (25) pelo menos três propriedades que cultivam milho e algodão e parte da área do parque estadual das Nascentes do Taquari, em Costa Rica, no norte de Mato Grosso do Sul. Segundo o Corpo de Bombeiros, a estiagem há vários dias na região, junto com a alta temperatura contribuiu para a rápida propagação das chamas. Imagens feitas com um drone registraram a destruição causada pelas chamas.

Produtores e o Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul) ainda estão fazendo um levantamento da área total atingida. Entretanto, somente em uma das fazendas, o proprietário contabilizou a destruição de 500 hectares de área de palhada, onde o milho safrinha tinha sido colhido a pouco dias e outros 2 hectares de lavouras do cereal, que estavam prontas para serem colhidas.

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros de Costa Rica, major Aldiney Peres da Silva, o incêndio começou por volta das 8h e só foi controlado por volta das 22h. O combate ao fogo mobilizou cerca de 70 pessoas, em militares dos bombeiros, brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) e da usina Costa Rica, da Atvos, além de produtores e trabalhadores rurais das propriedades.

Silva diz que ainda não é possível identificar o que teria causado, ou onde se iniciou o incêndio, mas que em uma das áreas atingidas, a fazenda Pérola do Planalto, o proprietário relatou que a suspeita é que um dos focos tenha começado a partir de uma máquina que fazia a colheita, mas que na mesma área o produtor localizou pouco depois um segundo foco, vindo de outra propriedade.

Mesmo com o fim do incêndio, o comandante dos bombeiros relata que uma equipe de brigadistas do ICMbio faz nesta sexta-feira um trabalho de rescaldo na área do parque, que tem uma mata fechada e poderia esconder ainda brasas que poderiam reavivar o fogo.

Segundo o Imasul, técnicos deverão utilizar um drone em uma vistoria na segunda-feira para dimensionar a área do parque que foi atingida.
Fonte:https://g1.globo.com/ms/mato-grosso-do-sul/noticia/2018/08/24/veja-imagens-do-incendio-que-atingiu-fazendas-de-producao-de-milho-e-algodao-e-parque-estadual-em-ms.ghtml

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close