Emily SobralPAT

Morte em destilaria de álcool

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Quem já trabalhou como assessora de imprensa sabe que as notas de esclarecimentos das empresas, lamentando os acidentes e tragédias em suas instalações, são verdadeiras representações de boas intenções. Vamos explicar: na semana passada uma destilaria de álcool foi atingida por uma explosão, em Jandaia, a 120 km de Goiânia. Como não poderia deixar de ser, a área de comunicação da Denusa, Destilaria Nova União, soltou uma nota “lamentando imensamente o acidente ocorrido na sua unidade, quando houve uma explosão no pré-evaporador na indústria. Infelizmente, três pessoas ficaram feridas, e o colaborador Natan da Silva, de 19 anos, auxiliar de serviços gerais, faleceu”.  Os quatro funcionários que se envolveram nesse acidente foram fazer uma inspeção numa das três caldeiras dessa destilaria. O equipamento tinha passado por uma limpeza, ficando fechado, e não havia etanol dentro. A perícia técnica que foi ao local constatou a possibilidade de ter se formado no local gás inflamável e daí, então, quando os funcionários foram fazer a checagem na caldeira, houve a combustão, com consequente explosão.

Venham cá: será que essa explosão poderia não ter acontecido se houvesse tido mais prevenção e treinamento? Afinal, em função da enorme quantidade de inflamáveis numa destilaria, é importante controlar os pontos de ignição, e os sistemas de combate a incêndio devem estar sempre presentes.

 

www.segurancaocupacionales.com.br

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close