Mercado e tecnologiaSegurança patrimonial e eletrônica

Qualcomm abre primeiro polo de estudo e desenvolvimento em Internet das Coisas no Brasil

O primeiro foco de estudos do centro será em segurança pública

Neri Neto

A Qualcomm anunciou a inauguração do seu primeiro centro de IoT (Internet of ThingsInternet das Coisas) aqui no Brasil e terá a colaboração da Facens, uma faculdade da cidade de Sorocaba em São Paulo e do CPqD, um centro de pesquisas em telecomunicações. Segundo a Qualcomm, o principal objetivo deste polo é buscar inovações para o país.

O centro foi construído dentro do campus da Facens e o primeiro projeto piloto é focado em segurança pública, eles querem fazer um monitoramento de veículos utilizando visão computacional. O presidente da Qualcomm na América Latina disse que a IoT tem um grande potencial no Brasil e que este novo centro da empresa colabora para a capacitação dos profissionais que lidam com projetos e negócios de IoT aqui do Brasil.

Parte da colaboração da Qualcomm está no treinamento e capacitação no campus, entre os primeiros projetos da empresa está o de apresentar o conceito de cidades inteligentes e seus benefícios para gestores públicos interessados em iniciativas ligadas à IoT.

“Temos em vista o Plano Nacional de IoT, que prevê que a aplicação de tecnologias de internet das coisas pode gerar um impacto econômico de US$ 50 a 200 bilhões por ano até 2025, o que representa cerca de 10% do PIB do país”, afirma José Palazzi, diretor de vendas da Qualcomm para América Latina.

 

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close