Incêndios

Princípio de incêndio em navio de operação da Marinha em Itajaí deixa vítimas intoxicadas

Um navio da Marinha do Brasil, que está atracado no Porto de Itajaí, teve um princípio de incêndio nesta quinta-feira à tarde. O incidente ocorreu na Fragata Rademaker, e segundo informações dos Bombeiros cerca de 20 pessoas se intoxicaram por inalação de fumaça. Sete vítimas foram levadas ao Hospital Marieta Konder Bornhausen por ambulâncias dos Bombeiros e do Samu. Duas delas inspiravam maior antenção, de acordo com a equipe de resgate.

Outras pessoas, que tinham um grau mais leve de intoxicação, foram atendidas no local por equipes médicas. Inclusive a do helicóptero Arcanjo, que participou da ocorrência. Segundo informações preliminares, ainda não confirmadas pela Marinha, o incêndio ocorreu na cozinha da embarcação.

A operação Aspirantex, da qual participa a fragata Rademaker, envolve cerca de 2 mil militares e 319 Aspirantes da Escola Naval, que experimentam a vida e a rotina dos navios da Esquadra.

A Aspirantex 2019 visita os portos de Montevidéu, no Uruguai, Rio Grande, Itajaí e Paranaguá, e tem duração de 20 dias. Durante esse período são feitos exercícios de caráter militar, como operações com aeronaves, transferência de óleo combustível e água no mar, manobras táticas entre os navios, exercícios de tiro, exercícios de combate a incêndio, entre outros.

Há três navios da operação atracados em Itajaí. Além da fragata Rademaker, há uma embarcação no píer turístico e outra na Delegacia da Capitania dos Portos. O Porto de Itajaí ressalta, por meio da assessoria de imprensa, que o incidente não tem relação com as atividades portuárias.

Leia na íntegra a nota divulgada pela Marinha do Brasil:

A Marinha do Brasil, por intermédio do Comando em Chefe da Esquadra, informa a ocorrência de um princípio de incêndio, na cozinha da Fragata Rademaker, no dia de 17 de janeiro, que foi prontamente debelado pelo pessoal de bordo.

Seis militares foram encaminhados para o Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhaunsen, por terem inalado fumaça, mas encontram-se com quadro de saúde estáveis, sem queimaduras nas vias aéreas e em observação.

https://www.nsctotal.com.br/colunistas/dagmara-spautz/principio-de-incendio-em-navio-de-operacao-da-marinha-em-itajai-deixa

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close