Emily SobralPAT

Canteiros de obras estão mais seguros. Será?

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Melhorar o ambiente de trabalho nos canteiros de obras, prevenindo acidentes e promovendo a saúde do trabalhador é dever de todos, incluindo empresários, empregados e fiscais do trabalho.

Segundo as Estatísticas de Acidentes de Trabalho na Indústria da Construção, entre 2012 e 2017, os indicadores do setor da construção registraram redução no número absoluto de acidentes de trabalho. Sem dúvida, é uma boa notícia. Especialmente nesse setor, em que ainda ocorrem muitos acidentes graves e com mortes, todo investimento em segurança reveste-se em produtividade das empresas de construção civil.

Os cuidados com SST relacionam-se também à qualificação e capacitação da mão-de-obra, melhorando o nível educacional dos trabalhadores. Daí é importante às construtoras terem políticas de SST, pois além de proteger os empregados do adoecimento e acidentes, ajudam a evitar desperdícios e a garantir o resultado principal, que é a entrega da obra.

Essa convergência de investimentos em prevenção, por óbvio, traz benefícios para as empresas e para o País, à medida que ganham em produtividade e em menos despesas com afastamentos dos trabalhadores. O setor de construção civil, aos poucos, consegue aperfeiçoar seu sistema de gestão, definindo responsabilidade e compromisso tanto do empresário como do operário, na prevenção de acidentes.

Os riscos e os perigos dos canteiros de obras precisam de medidas de controle rigorosos e o comprometimento na questão de segurança de todos.

 

www.segurancaocupacionales.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close