NOTÍCIAS CORPORATIVASSegurança patrimonial e eletrônica

Sistemas inseguros prejudicam usuários e empresas

Falhas de segurança em sistemas podem expor dados de usuários.

Dino

01/07/2019 –

Ao menos 116 milhões de brasileiros já possuem acesso à internet, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Segundo o instituto, o uso mais comum é para rede sociais, assistir vídeos e compras pela Internet .

Mas muitos brasileiros tem receio ao acessar a internet – não é raro encontrar pessoas que tiveram problemas como cartões clonados ou dados pessoais sendo usado por golpistas.
Só no último ano, foram registrados cerca de 8 mil sites sofreram ataques para roubo dessas informações.

Isso tem se tornado cada vez mais alvo de preocupação entre empresas e profissionais de T.I..
“Existem falhas de segurança no qual um simples comando em um campo de login já permite ao atacante recuperar as credenciais do administrador do sistema e assim ter acesso a todos os dados de usuários.”, afirma Rodrigo Suleiman, engenheiro de software sênior.

É responsabilidade das empresas garantir que as informações dos seus usuários estejam seguras.
Entretanto, isso não é uma tarefa fácil e exige muita atenção aos profissionais da área.

“É necessário que os desenvolvedores se atentem a diversos pontos, como se conectar com o usuário de forma segura, checar as informações inseridas no sistema, criptografar dados, entre muitas outras coisas.”, aponta Suleiman, que complementa em seguida “Esses pontos, por não serem explícitos ao usuário como um layout agradável, as vezes são deixado de lado ou subestimados pela equipe de desenvolvimento”.

Em fevereiro de 2020, passa valer no Brasil uma nova legislação sobre o assunto, a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. As empresas que violarem suas diretrizes podem receber multas de até 2% sobre o faturamento líquido.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close