Leis e NormasPAT

A classificação dos equipamentos de proteção respiratória

Os equipamentos de proteção respiratória representam um tipo particular de um Equipamento de Proteção Individual (EPI) e são usados para proteger o usuário individual contra a inalação de substâncias perigosas no ar do local de trabalho. Eles devem ser usados somente quando o controle adequado da exposição não puder ser alcançado por outros meios, em outras palavras, como último recurso dentro da hierarquia das medidas de controle: eliminação, substituição, controles de engenharia, controles administrativos, etc. Os empregadores são obrigados a, em primeiro lugar, tentar eliminar o risco na fonte e o equipamentos devem ser utilizado somente após todas as outras medidas de controle razoavelmente praticáveis terem sido tomadas. O problema do EPI é que ele é considerado um último recurso porque protege apenas trabalhadores individuais, está sujeito a falhas ou uso indevido, como o uso errado para o trabalho, e os funcionários que o usam podem ter uma falsa sensação de segurança.

Da Redação –

O uso de equipamento de proteção respiratória é uma maneira de proteger as vias respiratórias do usuário contra as adversidades causadas no ambiente de trabalho. Em ambientes hospitalares, laboratórios de saúde, o uso de equipamento de proteção respiratória visa proteger contra bactérias. As máscaras cirúrgicas são recomendadas quando o paciente está em isolamento e seu uso é descartável para evitar problemas de contaminação.

O uso de equipamento de proteção respiratória funcionam como filtros para que o ar inalado seja livre de poeiras e gases tóxicos. Dependendo do ambiente que o profissional será exposto, o equipamento de proteção respiratória pode ser diferente. Conhecidos como peças faciais filtrantes, podem ter diferentes níveis de acordo com a capacidade de reter gases, poeiras e fumos. Podem oferecer proteção contra a poeira e fumos, permitindo uma penetração máxima de 20% e apresentam a penetração máxima de até 6%.

Os equipamentos de proteção respiratória para gases ácidos possuem válvula lateral que abre com facilidade para diminuir o calor e a umidade. Alguns equipamentos de proteção respiratória contam com sistema antiembaçante para evitar que a combinação desta EPI com os óculos de proteção não se torne um problema.

Como são fundamentais para que a saúde dos trabalhadores seja mantida, é preciso garantir que os equipamentos estejam em conformidade, cumpram a norma técnica e sejam de boa qualidade. A NBR 12543 de 05/2017 – Equipamentos de proteção respiratória – Classificação classifica os equipamentos de proteção respiratória de acordo com o modo de funcionamento e os riscos respiratórios existentes em um ambiente de trabalho. Esta norma também define a qualidade do ar respirável utilizado nos respiradores de adução de ar (ver Anexo A), bem como apresenta a composição do ar atmosférico (ver Anexo B) e estabelece a nomenclatura dos componentes a ser utilizada em proteção respiratória (ver Anexo C).

Apresenta equivalência de termos em português, inglês e espanhol (ver Anexo D), de forma a homogeneizar a tradução de termos da área de proteção respiratória. A seleção dos equipamentos de proteção respiratória e dos filtros é baseada nos riscos respiratórios presentes no ambiente de trabalho, os quais são classificados conforme indicado na figura abaixo.

Nos respiradores purificadores de ar, o ar ambiente, antes de ser inalado, passa através de um filtro para remoção do (s) contaminante (s). Os respiradores de adução de ar fornecem ar/gás respirável ao usuário proveniente de uma fonte independente da atmosfera ambiente, que pode ser transportada pelo próprio usuário ou proveniente de uma fonte estacionária ou móvel.

A qualidade do ar respirável utilizado em respiradores de adução de ar deve satisfazer no mínimo os requisitos indicados no Anexo A. Para fins de comparação, a composição do ar atmosférico é indicada no Anexo B. A nomenclatura dos componentes dos EPR está indicada no Anexo C e os termos equivalentes utilizados em proteção respiratória em português, inglês e espanhol estão apresentados no Anexo D.

 

https://revistaadnormas.com.br/2019/07/16/a-classificacao-dos-equipamentos-de-protecao-respiratoria/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close