Emily SobralPAT

NR 31 também vai ser simplificada: melhor assim

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait), Carlos Silva, é contra o processo de mudanças nas normas regulamentadoras (NRs) de segurança do trabalho.

Qualquer pessoa pode ser contra ou a favor de qualquer coisa, não é mesmo? Na minha humilde opinião, acho que, em vez de espernear, o melhor que a sociedade pode fazer pela segurança do trabalho é participar, enviando sugestões durante o processo de consulta pública de revisão das NRs, que é aberto pela Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia.

Estou divulgando, hoje, que a NR 31, que trata da Segurança e Saúde no Trabalho na Agricultura, Pecuária Silvicultura, Exploração Florestal e Aquicultura, entrará em consulta pública em outubro. As NRs foram criadas para propiciar ambientes adequados, seguros e salubres, de modo que o não cumprimento delas deriva em multas, processos judiciais e outras complicações. No entanto, com o advento das novas relações de trabalho e introdução de modernos recursos tecnológicos, como a informática, as NRs também precisam adequar-se às novas exigências do mercado de trabalho. E o mais importante é buscar a simplificação e clareza dos textos das normas.

Como sempre relembro neste blog, chega de bolodório. Aliás, não é complexidade nem texto compridoooooo, que faz o empregador cumprir a legislação. Além disso, quem elabora e promove mudanças nas NRs são profissionais que participam de um grupo técnico para analisar o tema, que apresenta a nova versão à Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP), formada por empregados, empregadores e governo. O resto é só mimimi.

 

www.segurancaocupacionales.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close