Emily SobralPAT

Profissional de SST que não se comunica, socorre trabalhador acidentado

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

É inegável que a comunicação é um recurso essencial nas gestões de saúde e segurança do trabalho das empresas. Como explicar, por exemplo, ao operador de máquinas que ele deve usar os equipamentos de proteção individual durante toda a realização da tarefa? Pela comunicação, obviamente, porque não se pode obrigar, gritar ou bater no empregado, não é? 

O técnico de segurança que bem sabe usar a comunicação tem um papel decisivo para prevenir acidentes, pois suas explanações conseguem sempre conscientizar e motivar os empregados a seguirem normas e procedimentos de segurança. A comunicação bem direcionada ajuda na propagação da cultura de prevenção aos trabalhadores. O profissional de SST que é bom comunicador exerce liderança sobre as equipes e, consequentemente, influencia e difunde as medidas de prevenção contra as doenças e os acidentes de trabalho. 

Nesse contexto, a comunicação é a ferramenta para difundir programas de segurança no trabalho, que identificam os riscos, condições insalubres e implementam sua correção no trabalho. E é com a comunicação que se consegue o envolvimento dos trabalhadores e dirigentes da empresa, considerando as regras e os regulamentos, para proporcionar um ambiente em condições de segurança adequada para o desenvolvimento dos diferentes tipos de trabalho.

 

 

www.segurancaocupacionales.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close