NOTÍCIAS CORPORATIVASSegurança patrimonial e eletrônica

Central de Operações Remota no Brasil expande atendimento para América Latina

Em São Paulo, núcleo multiplataforma da Johnson Controls tem mais opções de serviços

dino

Agora localizada em São Paulo, a Central de Operações Remota da Johnson Controls acaba de anunciar a expansão de seu atendimento para a América Latina – anteriormente a atuação se restringia ao Brasil. Dessa forma, os clientes contarão com soluções padronizadas em toda a região, o que significa que empresas “multisites” em países latino-americanos terão acesso aos mesmos produtos e serviços em todos os locais. Além disso, uma única central será a responsável pelo compartilhamento das melhores práticas envolvidas no negócio.

O momento, marcado por inovações e ampliações, conta com a experiência e gestão do supervisor Pedro Pereira, que traz as melhores práticas do mercado para esta central que monitora os sistemas existentes em uma instalação durante 24 horas por dia, 7 dias por semana, durante o ano inteiro. Apoiada por backup e gerador, a Central tem o objetivo de supervisionar, gerenciar, identificar e corrigir de forma preditiva problemas relacionados à automação predial, segurança, detecção de incêndios, sistemas HVAC (aquecimento, ventilação e ar-condicionado), iluminação e refrigeração, entre outras utilidades, muito antes que eles efetivamente afetem as operações dos clientes. Alguns dos principais benefícios são a economia de energia e redução de custos operacionais, melhor controle dos sistemas e garantia de conforto e segurança para os usuários, sem risco de interrupção e de vazamento de dados.

Sem custo administrativo e com desembolso operacional menor para o contratante, a Central Remota de Operações é conduzida por uma equipe multidisciplinar treinada e capacitada para entender a operação de forma clara e acompanhar um número maior de telas e contratos, sendo ainda capaz de trabalhar com qualquer sistema, independentemente de a fabricação ser da Johnson Controls ou não.

“A Central de Operações Remota está comprometida a fazer ainda mais investimentos para a contratação de equipe trilíngue, com foco no atendimento de excelência para toda a América Latina, além de outras tecnologias digitais de acordo com a demanda dos clientes”, afirma João Paulo Oliveira, Diretor de Serviços da Johnson Controls no Brasil, que revela o investimento em novas tecnologias para a ampliação da oferta atual dos serviços. Entre eles está o SCC (Smart Connected Chillers), que avalia se os equipamentos operam de forma contínua e eficiente ou se há algum alarme ou falha que possa causar custos catastróficos e insatisfação – esse tipo de monitoramento permite não só o aumento de disponibilidade do equipamento, como também o aumento de sua vida útil. “Esperamos também até final do ano lançar outros serviços de monitoramento ligados à segurança para ajudar nossos clientes na preservação dos seus ativos e pessoas”, afirma o executivo.

Graças ao amplo portfólio e diferentes áreas de atuação, a Johnson Controls possui acesso a um número ilimitado de informações relacionadas a utilidades e segurança, possibilitando inovações contínuas. “A informação útil, sendo bem tratada e com visibilidade, pode atender às crescentes demandas do mercado que tem buscado formas que de fato agreguem valor aos seus negócios”, afirma Oliveira. “Por isso, a Johnson Controls está investindo cada vez mais no desenvolvimento de soluções e tecnologias de IoT, Machine Learning e Inteligência Artificial para ajudar nossos clientes na tomada de decisões estratégicas que visem aumento da produtividade e satisfação dos seus funcionários, redução dos custos de aluguel e custos operacionais”, finaliza o executivo.

Website: https://www.johnsoncontrols.com/pt_br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close