Emily SobralPAT

Onde está o risco ocupacional?

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Reconhecer os agentes nocivos presentes em ambientes produtivos é etapa inicial, que antecede as medidas de proteção e prevenção. O reconhecimento dos riscos significa identificá-los e quais os trabalhadores estão expostos de forma qualitativa. Além de identificar o tipo, deve-se precisar a quantidade, sabendo se os níveis estão acima ou não do limite de tolerância, definido nos anexos da norma regulamentadora 15, que trata de operações insalubres.

Os limites de tolerância estabelecidos pela norma estão voltados aos agentes como poeiras, gases, ruído, entre outros. Por exemplo, o ruído contínuo e intermitente tem seu limite de tolerância definido em 85 Decibéis (dB) para exposição diária máxima de 8 horas. Logo, o profissional de segurança do trabalho responsável por analisar os riscos dos agentes nocivos do ambiente precisa saber se estes estão sendo prejudiciais à saúde do empregado, por meio da avaliação quantitativa.

No caso de poeiras, além das amostragens coletadas no ambiente, devem-se analisá-las em laboratório, o que permite identificar o tipo químico e seu potencial agressivo ao ser humano. De acordo com os dados obtidos, será possível estabelecer as medidas de proteção coletivas, administrativa e de proteção individual.

 

 

www.segurancaocupacionales.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close