NOTÍCIAS CORPORATIVASSegurança patrimonial e eletrônica

Criptomoedas: é possível investir neste mercado com segurança?

O mercado de investimento chama a atenção de todos. Mesmo cercado de opções, a criptomoeda se popularizou – e se solidificou – no Brasil durante os últimos anos. Prova disso é dada na pesquisa de um trabalho de conclusão de curso de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas (FGV-SP): em 2017, a compra de criptomoedas aumentou 72,6%. Foi possível notar uma preferência – 86% dos investidores optaram pela famosa Bitcoin.

E os dados positivos não param por aí: ainda seguindo o estudo anterior, o volume mensal de negociação em exchanges brasileiras aumentou quase 50 vezes em um ano, superando cadastros em plataformas de investimentos de títulos e trazendo, aproximadamente, uma nova plataforma de negociação de criptomoedas por mês.

Por onde começar?

Embora as criptomoedas estejam na moda e sejam opção certeira para quem quer multiplicar o próprio dinheiro, muitos não sabem por onde começar. Para Sann Rodrigues, investidor e empresário, o primeiro passo é encontrar uma plataforma de confiança que auxilie em todo o processo. “O mercado está repleto de opções para investimento, porém, isso não quer dizer que todos são  bons ou seguros. É preciso procurar e entender quais são as melhores condições para, então, fazer uma escolha inteligente”, aconselha.

Sann ressalta que existem diferentes maneiras de ter rendimentos com as criptomoedas e explica um pouco sobre cada um deles.

Exchanges

De modo geral, as Exchanges são plataformas que viabilizam a compra e venda de criptomoedas – pode-se dizer que são similares às interfaces de investimentos em títulos. Porém, é preciso ter atenção: a definição de taxas, custos e formas de pagamento são feitas particularmente. “Cada Exchange decide como trabalhará. Toda atenção é pouca no momento de escolha. Devemos prestar atenção nos detalhes e, se possível, contar com o auxílio de um especialista”, diz Sann.

Arbitragem

A arbitragem é uma modalidade de investimento que já é utilizada no mercado financeiro há tempos. Seu objetivo é gerar lucro a partir da oscilação de preço. Os investidores realizam operações de compra e venda de um mesmo ativo, em diferentes mercados, lucrando com a diferença de preço. Sann ressalta que este processo pode ser trabalhoso, mas, na grande maioria das vezes, gera ótimos lucros.

Trade

Sann Rodrigues confessa sua afinidade pela modalidade de Trade, embora o ideal seja mesclar os investimentos entre todas as opções disponíveis. “Eu diria que o Trade une o melhor dos dois mundos, pois oferece uma interface, assim como as Exchanges, e executa algo parecido com a Arbitragem, porém, a compra e venda é realizada por meio de uma Inteligência Artificial, o que garante o lucro maior”, aponta.

Para os que se interessam pelo modelo, Sann indica a plataforma ZooBtc – trata-se de uma Fintech monitorada por traders profissionais. Com algoritmo inovador, a plataforma possibilita o aumento da quantidade no patrimônio de (criptomoedas) Bitcoin.

A fintech aceita qualquer quantidade de Bitcoin para negociar e aumentar mensalmente esta quantidade para os investidores. Para utilizar os serviços, é necessário apenas fazer o cadastro na plataforma e depositar o valor mínimo para investimento (0,02 bitcoin)

A cada trinta dias, o lucro obtido pode ser sacado para a carteira digital do investidor. As contas de investimento oferecem ganhos mensais e a opção de contrato é de doze meses. Vale lembrar que o valor investido também poderá ser sacado no final do período. Saiba mais: https://zoobtc.com/

Website: https://zoobtc.com/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique Também

Close
Close