NOTÍCIAS CORPORATIVASPAT

Segundo dados, deficientes físicos representam 6,7% da população do Brasil

dino

Tendo como base o comparativo com dados do Censo 2010, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou que a porcentagem de pessoas com algum tipo de deficiência no Brasil é de 6,7% ante 23,9% anteriormente.

Diminuição na porcentagem se deve à nova postura de estudo

Após sugestões veiculadas pelo Grupo Washington (GW) de Estatísticas sobre Deficiência (disponibilizado pela Comissão de Estatística da ONU), o Censo passou a considerar o grau de dificuldade enfrentado por essas pessoas para que consigam (ou não) participar da vida em sociedade.

Nesse sentido, antes o entrevistado tinha a possibilidade de responder acerca da dificuldade em relação a ouvir, caminhar, enxergar ou subir escadas de acordo com sugestões como “nenhuma dificuldade”, “alguma dificuldade”, “muita dificuldade” e “não consegue de modo algum”.

Agora, o IBGE alterou a forma de interpretar tais dados ao criar um novo indicador. Em comparação com os dados coletados em 2010, o Instituto passou a contar apenas as pessoas que assinalaram quesitos específicos. A atual proposta leva em consideração os entrevistados que possuem “muita dificuldade” ou que “não conseguem de modo algum”.

Objetivo visa padronização de modelo social da deficiência

A adoção do panorama nacional e internacional de produção de indicadores sociais, com as modificações apresentadas acima, tem como principal objetivo alcançar um alto nível de aprimoramento dos indicadores sociais do país, tendo em vista a missão de mensurar a significativa fatia de pessoas que possuem alguma deficiência.

Decreto presidencial confirma que pessoas ostomizadas são deficientes físicas 

Milhares de pessoas são submetidas à ostomia (ou estomia) todos os anos. Um procedimento capaz de salvar vidas e diminuir o sofrimento ocasionado por doenças intestinais ou urinárias.

De acordo com o decreto presidencial nº 5.296 de 2004, as pessoas ostomizadas são consideradas deficientes físicas. Em vista disso, possuem os mesmos direitos básicos do deficiente, como atendimento prioritário, passe livre em transporte coletivo, reserva de vagas em empresas privadas e concursos públicos, entre outros.

A pessoa ostomizada deve procurar orientação de especialistas no assunto para saber mais sobre os seus direitos.

Osto+ é especialista em ostomia e auxilia milhares de pessoas em sua comunidade

A Osto+ é uma comunidade de pessoas especialistas em ostomia e que possuem como principal propósito auxiliar pessoas ostomizadas ou que passarão pelo procedimento de ostomia.

Nesse sentido, além dos próprios pacientes, os familiares, amigos e profissionais de saúde podem interagir dentro da comunidade em busca de informações, trocas de experiência e acesso a serviços exclusivos que ajudam a tornar o dia a dia do ostomizado mais tranquilo e natural.

Navegue pelo site para conhecer mais sobre a Osto+.

Website: https://www.ostomais.com/

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close