Emily SobralPAT

Trabalhador em espaços confinados precisa de proteção para não entrar pelo cano

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

O trabalho em espaços confinados é bastante arriscado, pois como o próprio nome diz, o lugar confinado é um ambiente que não foi projetado para ocupação humana contínua, e possui meios limitados de entrada e saída, cuja ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes ou onde possa existir a deficiência ou enriquecimento de oxigênio.

Para a segurança dos trabalhadores que entram em espaços confinados há a norma regulamentadora 33 e a NBR 14.787.  Por não ser ‘bolinho’ trabalhar num espaço confinado, a legislação é rigorosa com os procedimentos de segurança ao funcionário que irá adentrar o local para executar uma tarefa. Por exemplo, é preciso que ele faça treinamento de qualificação próprio para espaço confinado. Deve-se também realizar uma análise de risco minuciosa, para que se estabeleçam as condutas preventivas, que incluem equipamentos de proteção individual adequados. A área precisa ser sinalizada e isolada e, prioritariamente, o empregado só pode entrar no local depois que recebe a autorização de trabalho, documento conhecido como Permissão de Entrada e Trabalho. No aspecto de saúde, é obrigatório ao trabalhador realizar exames que comprovem a aptidão física.

 

www.segurancaocupacionales.com.br

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close