Emily SobralPAT

Perícia médica do INSS o reprovou? Siga os passos práticos, mas peça ajuda de Deus também

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Primeiramente e lamentavelmente vem o acidente de trabalho. A partir desse fato, o empregado vai passar por uma verdadeira via sacra desgastante, envolvendo médicos, tratamentos e perícia pelo médico do Instituto Nacional de Previdência Social (INSS), quando se trata de afastamento por longo tempo, para ele que possa receber o benefício de auxílio-acidente.

O problema tornar-se mais angustiante quando o trabalhador não se sente recuperado para retornar à empresa, mas é reprovado na perícia do INSS, ou seja, o médico do instituto o considera apto a retornar ao trabalho, mas o médico da empresa o considera inapto. Não é ‘bolinho’ essa situação ao empregado. O rigor nas avaliações do perito vem aumentando. Quando há o indeferimento, o trabalhador deve retornar à empresa, reapresentando-se ao empregador. Se o trabalhador não se sente em condições de retornar à empresa, ou seja, discordando da perícia, ele deve reunir todos os resultados de perícia que possue , exigindo que o INSS lhe forneça o documento da perícia e, sobretudo, providencie atestados e outros documentos médicos que comprovem seu problema de saúde.

O segurado retorna ao trabalho, mas comunica ao patrão que não tem condições de voltar às funções laborais. A empresa, por sua vez, deve submetê-lo a um exame, para saber se ele goza de saúde para voltar ao serviço. Se o médico do trabalho reconhecer que o trabalhador ainda não tem condições laborais, tanto patrão como empregado devem tomar algumas medidas para resguardar seu direito. O empregado deve reunir o maior número possível de documentos médicos (atestado, exame, receita) e todas as “cartinhas” que o INSS enviou; a questão será resolvida com o INSS.

Mas se acha que deve voltar ao trabalho e a empresa está equivocada, assim o problema será resolvida com a empresa. E, claro, pedir a Deus que o caso seja resolvido pelo INSS ou empresa. Ah, sim, o melhor mesmo é ter sua saúde completamente restabelecida.

 

www.segurancaocupacionales.com.br

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close