Emily SobralPAT

Trabalhador ‘comportado’ não sofre acidente. O quê?

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Na minha opinião, tudo que dá errado neste planeta, tem o dedo do ser humano. Evidentemente, nesta lógica, tudo que dá certo, também é fruto do bem que o homem promove. Agora, se há um Ser Superior que poderia transformar a Terra em paraíso, aí não entro no mérito, pois este blog é sobre saúde e segurança do trabalho. Faço essa introdução porque, além das normas regulamentadoras e legislações na prevenção dos acidentes de trabalho, sabemos que as estatísticas reais são sombrias e os especialistas, não aqueles da Globo News, mas os de segurança do trabalho, estudam sobre o comportamento humano para evitar acidentes.

Será que há comportamentos de trabalhadores que podem atuar de forma preventiva, evitando os infortúnios laborais? Uma coisa é certa, existem “erros” cometidos durante a execução do trabalho que podem levar a acidentes, sim. É claro que ninguém age deliberadamente para cometer tragédias, mas a forma de agir dentro de uma organização produtiva, às vezes, por desvios técnicos e comportamentais, podem levar aos acidentes. Os profissionais de segurança do trabalho conhecem, por exemplo, a teoria do Queijo Suíço. Segundo essa teoria, os seres humanos são imperfeitos e, assim, cometem erros. Nas organizações, os erros têm origem em fatores sistêmicos, que estão acima da natureza humana. Vamos imaginar as fatias de um queijo suíço, cheias de buracos (falhas, erros) que estão posicionados em diferentes momentos e tamanhos. Como estamos pensando em camadas, estes buracos em uma camada são inofensivos, mas quando ocorre um alinhamento deles nas diferentes camadas, ocorre a possibilidade de ocorrência de um evento perigoso.

Pela teoria, as defesas e barreiras aos riscos devem funcionar como a chave para a segurança das pessoas. O tema é vasto e empolgante, mas para não começar com bolodório, vale a pena entender que os fatores humanos podem ser, sim, a chave para uma atuação preventiva, evitando os acidentes ocupacionais.

 

www.segurancaocupacionales.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close