Emily SobralPAT

LOPA, análise da cebola, que busca proteção em ambientes ocupacionais

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Entre as técnicas de avaliação de risco voltadas às atividades laborais, a análise do tipo LOPA (Layer of Protection Analysis), conhecida por Análises de Camadas de Proteção, caracteriza-se por ser uma técnica semiquantitativa, em que se avaliam os cenários de risco, conta frequências e analisam sua tolerabilidade de risco para decidir sobre as ações de proteção.

O objetivo do LOPA é verificar se há camadas de proteção capazes de suportar um cenário de acidente. Uma camada ou várias camadas podem, a depender do cenário, oferecer ou não proteção suficiente para reduzir a severidade potencial de um infortúnio laboral. A análise das diferentes camadas de proteção individualmente é o que faz a LOPA ser diferente de outros métodos de avaliação de risco. A ferramenta LOPA faz o gestor olhar o risco pela analogia da imagem da cebola, em que cada camada superior cobre a camada inferior. Portanto, para se chegar ao núcleo, precisam-se transpor obstáculos de várias camadas. Ao entender como as falhas nas camadas de proteção ocorrem, é possível evitar que grandes acidentes ocorram, uma vez que falhas simultâneas decorrem de erros humanos nos projetos, instalação ou manutenção. O método LOPA é adequado aos ambientes industriais.

 

www.segurancaocupacionales.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close