IncêndiosLeis e Normas

Saiba o que é um sistema de incêndio e como utilizá-lo

O Corpo de Bombeiros registra anualmente milhares de chamados contra incêndio em residências no Brasil.

 

Por diversas razões, a população se expõe, muitas vezes sem saber, a riscos que poderiam ser evitados com simples cuidados.

 

Apesar de todo alerta de cuidados e campanhas de conscientização destinados à população, a ocorrência de incêndios em residências no Brasil é mais comum do que o noticiado.

 

Grande parte desses registros, no entanto, são causados por maus hábitos ou descuido dos próprios moradores. Dados apontam que a cozinha é o lugar mais arriscado e propenso a ter focos de incêndio em residências, seguida pelo quarto e sala.

 

Pensando nisso, preparamos um conteúdo para mostrar como pequenos atos podem ajudar no combate a incêndio. Confira!

O que é sistema de incêndio?

A principal finalidade de um sistema de incêndio é preservar o patrimônio e as vidas que estão naquele ambiente. Sendo assim, esses sistemas são formados por um conjunto de elementos. Podemos destacar como principais:

 

  • Central de alarme;
  • Detector de calor e fumaça;
  • Acionador;
  • Sirene;

 

No âmbito regional, existem leis que amparam e orientam os cuidados para combate e prevenção de incêndios em prédios comerciais.

 

Entretanto, os prédios geralmente contam com alguns itens obrigatórios, tais como: mangueira, porta corta-fogo, extintores, sistema de iluminação de incêndio, hidrantes, sinalização de saída de emergência entre outros itens.

Como funciona um sistema de combate a incêndio?

A parte tecnológica dos sistemas de incêndio geralmente é composta por duas partes que agem de forma integrada e comandadas por uma central: os detectores de fumaça e de calor automáticos e os acionadores manuais.

 

Ambos são igualmente importantes, porque enquanto o primeiro consegue entrar em ação por conta própria, o segundo pode ser acionado por qualquer pessoa quando há uma identificação visual de algum (possível) foco de incêndio.

Como evitar um incêndio na sua casa?

A prevenção deve acontecer  já na construção do imóvel, que precisa ser supervisionada por um engenheiro e arquiteto, a fim de garantir que o projeto seja construído de acordo com todas as normas de segurança devidas.

 

Em caso de prédios e condomínios, é importante saber onde ficam as saídas de emergência, e verificar se elas estão funcionando corretamente. Em alguns prédios, o para raio predial pode ajudar em um dia de chuva, para que não haja curto circuito, causando um incêndio.

 

Em caso de incêndio, deve-se obrigatoriamente usar a escada. Conheça algumas dicas de como evitar incêndios em sua residência, minimizando os riscos e prejuízos, que podem ser até mesmo fatais:

Instalações elétricas

uma das principais causas de incêndio em residências está ligada à sobrecarga dos cabos elétricos com o uso de diversos aparelhos domésticos ligados a uma mesma tomada, conectados por um benjamim.

 

Esses aparelhos acabam por consumir muita energia ao mesmo tempo em um ponto que pode não suportar a carga, havendo o risco de incêndio por curto circuito.

Cozinha

Como falamos anteriormente, a cozinha é o ambiente responsável pelo maior número de ocorrências de incêndios em residências.

 

A combinação de gás e fogo pode ser muito perigosa se alguns cuidados não são tomados. Primeiramente, procure manter-se na cozinha enquanto o forno ou fogão estiverem ligados. Óleo quente, por exemplo, se for aquecido durante muito tempo, pode pegar fogo.

 

Caso isso aconteça, não jogue água na panela pois isso pode provocar um choque térmico, gerando explosão. Botijões precisam ser mantidos do lado de fora da casa, evitando que eventuais vazamentos de gás provoquem incêndios.

Fósforos e isqueiros

Eles devem ser mantidos fora do alcance de crianças. Cigarros mal apagados, se jogados em gramados ou lixeiras com papel, podem provocar incêndios. Para evitar riscos, apague a chama do cigarro apenas em cinzeiros e caixas de areias. Fumar em locais como o quarto, perto de cortinas ou na cama, pode ser muito perigoso.

Velas

Precisam ser usadas com cuidado: o ideal é acendê-las dentro de um prato fundo com água, evitando dessa forma, qualquer risco de incêndio. Nunca as deixe perto de cortinas, e não utilize caixas de fósforo ou materiais combustíveis como apoio.

Aquecedor de ar

Devem permanecer em locais seguros e isolados, afastados de móveis como sofás, cortinas e almofadas. Nunca os deixe perto da cama ou então os use com a finalidade errado, como o de secar roupas, por exemplo. Cobertores elétricos devem ser desligados antes de dormir.

Ferro de passar

Precisam ser retirados da tomada sempre que não estiverem sendo utilizados, assim como secadores de cabelo e utensílios similares.

Atente-se a pequenos detalhes da sua casa

Como vimos neste conteúdo, o sistema de combate a incêndio é de grande importância para a segurança da sua casa.

 

Pequenos gestos fazem grande diferença e a prevenção deve acontecer já na construção da residência, tendo um profissional fiscalizando a obra.

 

Em prédios e condomínios, use sempre as escadas em caso de incêndio, além de saber se um para raio foi instalado, evitando curtos circuitos em dias de chuva.

 

E aí, gostou das nossas dicas? Fique atento e garanta a segurança do seu lar e da sua família.

 

Este artigo foi escrito por Matheus Alexandre, criador de conteúdo do Soluções Industriais.

 

 

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close