Emily SobralPAT

Coronavírus: prevenção, especialmente aos trabalhadores de portos e aeroportos

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

As ameaças do Planeta aos seres humanos são tantas que, como diz o ditado: ‘se correr o bicho pega, se ficar, o bicho come’.

Neste momento, o oronavírus é o risco da vez. Com alta capacidade de transmissão, ainda que não seja tão letal, começou na China, e hoje já entrou em diversos países.

Penso em como devem ser as medidas de prevenção nos hospitais, para a proteção aos trabalhadores de saúde, especialmente onde estão os pacientes confirmados com o vírus. No Brasil, há alguns casos suspeitos, entretanto, a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) divulgou recomendações para os trabalhadores e servidores que laboram em portos, aeroportos e fronteiras brasileiras. Sobre os equipamentos de proteção individual (EPIs), a agência preconiza o uso de máscara cirúrgica a quem faz abordagens nos meios de transportes, se não houver relato da presença de caso suspeito. Se houver, os servidores devem utilizar máscara cirúrgica, avental, óculos de proteção e luvas. Se a atividade do servidor for de inspeção de bagagem, este deve utilizar máscara cirúrgica e luvas.

Assim, conforme determinação do Ministério da Saúde, é de responsabilidade de todos os órgãos disponibilizarem EPI para os funcionários que estiverem em contato com viajantes.

www.segurancaocupacionales.com.br

 

 

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique Também

Close
Close