NOTÍCIAS CORPORATIVASPAT

Contadores informam as principais datas contábeis para empresas em 2020

O calendário contábil de 2020 já está disponível para as empresas de todos os segmentos e tamanhos

As empresas brasileiras gastam, em conjunto, cerca de 1.958 horas e R$60 bilhões de reais para calcular, declarar e pagar impostos no país.

Por isso, é importante que as companhias nacionais possam se aproveitar para adiantar ao máximo o trabalho burocrático da declaração de impostos, de modo a evitar que tenham de pagar multas ou lidar com consequências negativas pelo atraso na entrega de algum documento tributário.

Assim, é essencial que as empresas estejam atentas à agenda tributária 2020 , pois é ali que estão todas as datas essenciais para as entregas de documentos, declarações e quitação de impostos.

Os especialistas da Consultoria RR, uma das principais consultorias de contabilidade em São Paulo , revelam a seguir os principais compromissos e datas que as empresas brasileiras precisam ter em mente em 2020.

Um dos principais compromissos que as empresas terão de cumprir em 2020 é a entrega do EFD-Reinf, a Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais.

“Trata-se de um documento obrigatório para todas as empresas que utilizam o Sistema Público de Escrituração Digital. Ele conta com todas as informações sobre os serviços que esses negócios receberam ou prestaram em 2019”, explica o especialista.

Todas as empresas que são integrantes do SPED devem entregar o documento, com algumas diferenças de datas com base nos grupos em que estão organizadas.

Os Grupos 1 e 2 (empresas com receita maior que R$78 milhões anuais e demais empresas e entidades com fins lucrativos, respectivamente) devem entregar a EFD-Reinf a partir de janeiro de 2020.

Já as empresas do Grupo 3 (entidades sem fins lucrativos, pessoas físicas no Simples Nacional e produtores rurais) devem fazer a entrega da documentação em julho de 2020. Por fim, as entidades do Grupo 4 (Organizações Internacionais e da Administração Pública) ainda não têm data para a entrega da documentação.

O segundo grande compromisso das empresas na agenda tributária 2020 é a DIRF, Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte.
“É uma declaração com todas as informações dos beneficiários do INSS que trabalham na empresa, incluindo todos os pagamentos, retenções de imposto de renda e outras informações”, afirma o especialista.

A DIRF 2020 deverá ser apresentada até o dia 28 de fevereiro de 2020, utilizando o Programa Gerador de Declarações de 2020.
Em seguida, o próximo grande documento contábil a ser entregue é a Escrituração Contábil Fiscal – um passo obrigatório para todas as empresas do país -, pois substitui a antiga Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Jurídica.

“Nesse documento, deve estar declarado todo o faturamento da empresa no ano em vigor. É realmente a Declaração de Imposto de Renda de empresas, mas com outro nome”, explica os especialistas.

O prazo para a entrega do documento é o dia 31 de julho de 2020.

Por fim, as empresas que são obrigadas por lei a ter uma escrituração contábil no seu local de trabalho precisam também entregar a Escrituração Contábil Digital.

“Esse documento é o comprovante do registro financeiro da escrituração contábil. Uma escrituração contábil é o registro de todas as movimentações financeiras da empresa, ou seja, todas as entradas e saídas de dinheiro do caixa. Sua função é ajudar a evitar sonegação de impostos por parte das empresas”, revela o especialista.

As empresas deverão entregar a ECD até o último dia útil de maio de 2020. Neste ano de 2020, isso será no dia 29 de maio.

As consequências para as empresas que falham em cumprir com o prometido são graves. O menor dos problemas tende a ser as multas recebidas pelas companhias.

“As multas geralmente são altas, dependendo da falha ou do atraso. No entanto, caso seja comprovado que a empresa tentou enganar a Receita Federal, então as punições podem ser muito maiores, inclusive para os gestores e administradores do negócio”, alertam os especialistas.

Por isso, é importante que os empresários adotem técnicas e estratégias que evitem os atrasos ou erros em relação à entrega dos seus compromissos financeiros e tributários.

Uma das principais técnicas usadas pelas empresas de grande, médio e pequeno porte é a contratação de equipes terceirizadas para auxiliar no fluxo de trabalho durante a “temporada das declarações”, como ocorre no primeiro semestre do ano.

“Quanto mais movimentações financeiras ou mais específico for o mercado da empresa, mais cuidado ela precisará ter na entrega dos seus documentos. Mesmo negócios que contam com um departamento de contabilidade próprio costumam contratar consultorias terceirizadas para ajudar nesse período. Os custos do serviço são muito menores do que os das multas em caso de atraso ou erro. Por essa razão o investimento vale a pena”, revelam os especialistas.

Para contratar uma consultoria de contabilidade que faça um bom serviço, é importante pesquisar intensivamente na Internet e conferir quais são as que têm mais credenciais.

“É importante optar por uma consultoria reconhecida pela sua qualidade, que tenha bons projetos e que entregue resultados para os clientes. Além disso, é essencial que ela tenha condições de absorver a sua carga de trabalho”, conclui o especialista da Consultoria RR.

Website: https://www.consultoriarr.com.br/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close