Mercado e TecnologiaPAT

Coronavírus: fabricante de luvas estuda antecipar investimento de R$ 20 mi por causa da alta demanda de mercado

Empresa, maior fabricante de luvas de procedimento não cirúrgico do Brasil, aumentou produção de 90 milhões em dezembro para 130 milhões em dois meses

Dino

A Lemgruber, fabricante de luvas de procedimentos para a área da saúde, estuda antecipar um investimento de R$ 20 milhões que estava previsto para o segundo semestre de 2020. De acordo com Flavia Malta, diretora executiva de Marketing e Operações Comerciais, o aumento da demanda fez a empresa rever seu planejamento para ampliar o atendimento ao mercado. “Após o avanço do coronavírus, nossa venda apresentou aumento de 40% nos últimos dois meses. Para os próximos anos, pretendemos investir mais de R$ 30 milhões na modernização e ampliação da nossa linha de produção com o objetivo de aumentar o nosso market share e tornar o Brasil mais independente do mercado asiático”, explica.

Atualmente, o mercado de luvas movimenta cerca de R$ 1 bilhão anualmente no País, mas a indústria nacional do setor é afetada diretamente pelos altos impostos da matéria-prima, além de fraudes e irregularidades e impedem o crescimento mais acelerado. “Estamos trabalhando com toda a capacidade. Temos muito espaço para ampliar, mas para isso precisamos de um maior apoio para garantir o crescimento da indústria nacional e a gerar novas vagas de trabalho. Hoje, por exemplo, cerca de 75% do mercado é dominado por produtos estrangeiros, na grande maioria asiáticos — Malásia, Tailândia e China)”, esclarece a diretora.

A Lemgruber é a maior fabricante de luvas de procedimento não cirúrgico do Brasil e possui uma fábrica localizada em Paraíba do Sul (RJ), com produção atual de 110 milhões de luvas por mês, que abastece direta e/ou indiretamente hospitais públicos e privados, clínicas e laboratórios clínicos em todas as regiões do Brasil. “Estamos acompanhando a situação em todo o mundo, e no Brasil, o Ministério da Saúde já declarou sua preocupação com o abastecimento de máscaras e luvas. Em tempos de escassez de luvas no mercado mundial, a produção nacional favorece a população brasileira protegendo sua saúde”, observa Flávia Malta.

Website: http://www.lemgruber.com.br/index.php/portugues/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close