Emily SobralPAT

Motorista de ambulância recebe orientação de segurança contra o Covid-19

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Pensa nos riscos ocupacionais, nos acidentes de trânsito e nas doenças que acometem motoristas de ambulância. Exemplifico: riscos ergonômicos, psicológicos, biológicos e de acidentes. Não é mole, não! Agora, obviamente, com a pandemia do Covid-19, a situação é bem mais arriscada. Essa realidade motivou a Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet) a desenvolver uma cartilha voltada aos condutores de ambulância. O objetivo é que os motoristas realizem, de maneira segura, o transporte de pessoas doentes. Na rotina diária de salvamentos, o condutor deve priorizar a sua proteção, não é mesmo?

Segundo os últimos dados da Associação Brasileira dos Condutores de Ambulância (Abramca) com 11 estados brasileiros, mais de 1.380 condutores foram afastados do trabalho por contágio ou suspeita de Covid-19, muitos deles devido à escassez de insumos hospitalares. De acordo com a associação, os EPIs têm sido priorizados para outros setores da assistência e, em diversas situações, os motoristas são obrigados a utilizar o mesmo equipamento além do limite de tempo recomendado. Que lástima! Pois bem, a cartilha aponta várias recomendações, dando, por exemplo, um passo a passo para o uso adequado dos EPIs, com foco em como colocar e retirar corretamente cada equipamento.

Por exercer sua tarefa em ambiente externo, é essencial que o motorista saiba o que fazer antes, durante e depois da jornada de trabalho.

 

www.segurancaocupacionales.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique Também

Close
Close