NOTÍCIAS CORPORATIVASPAT

Psicóloga recomenda prudência no uso das redes sociais

Juliana Gebrim dá dicas para equilibrar a vida offline e a digital durante a pandemia

A pandemia do novo Coronavírus mudou o papel das redes sociais na vida das pessoas. Aplicativos como Facebook, Instagram e LinkedIn têm sido mais acessados desde que o surto de Covid 19 se agravou e foi imposto o isolamento social. Um estudo da consultoria Kantar mostra que o uso do aplicativo WhatsApp, por exemplo, cresceu
em 76% ao redor do mundo.

Segundo a psicóloga clínica e neuropsicóloga, Juliana Gebrim, a internet ajuda a amenizar a solidão, mas a exposição em excesso à informações pode levar a problemas emocionais, como ansiedade, medo e até depressão.

Recentemente, um estudo divulgado pela Leo Burnett Tailor Made retratou o impacto emocional do isolamento social na vida das pessoas no Brasil. De acordo com o material, para cada 10 entrevistados, ao menos 7 definiram a pandemia com adjetivos negativos. O emoji mais relacionado ao momento é o da angústia/tensão (30%), seguido pelo da reflexão (pensativo) com 21%.

Para auxiliar as pessoas sobre o uso adequado das redes sociais, especialmente neste período em que elas estão sendo utilizadas de tantas maneiras, Juliana Gebrim separou algumas dicas estratégicas que vão ajudar no equilíbrio entre a vida offline e a digital na pandemia.

As principais orientações são:

Filtre conteúdos
– A recomendação é ler o suficiente para se manter informado. Ao perceber que a leitura está provocando algum abalo emocional é importante dar um tempo nesse tipo de leitura ou procurar ler sobre outros temas. O excesso de informação gera ansiedade.

Crie conexões positivas
– Manter contato constante com familiares e amigos e conversar com eles ajuda na troca de experiências, além de contribuir para a superação de estresse e tristeza.

Use fonte confiável para obter informações
– O mundo está passando por uma infodemia, ou seja, o excesso de informações a respeito da doença ou informações falsas de quem não tem propriedade na fala sobre o assunto. Por isso, é importante separar um horário no dia para atualizar informações sobre a pandemia. Muitas fontes não são reais e só desencadeiam pânico. A recomendação é ignorar a maioria das mensagens por WhatsApp.

Controle o estresse dentro de casa
– Manter o foco na saúde e não na doença. É importante mexer o corpo, ter um sono reparador e uma alimentação balanceada. Fazer tudo que o for possível para evitar o contato com o vírus: lavar as mãos com mais frequência, usar máscaras e evitar contatos.

Não se isole afetivamente
– Brigas e desavenças baixam a imunidade em relação ao vírus. É importante as pessoas procurarem contato com quem tenha concordância com suas ideias e convicções, gerando empatia.

Dê um tempo das redes sociais
– Para as pessoas mais sensíveis, o conselho é que se desconectem um pouco das redes sociais e se concentrem nos seus projetos pessoais.

Procure ajuda profissional
– Caso a pessoa sinta que precisa de ajuda, é recomendável marcar uma sessão com um psicólogo. Isso pode ajudar a conhecer a raiz do problema, entender como funciona e analisar as suas causas.

Website: https://www.instagram.com/drajulianagebrim/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close