NOTÍCIAS CORPORATIVASSegurança patrimonial e eletrônica

Recrutamento em TI: menos automação e mais foco no lado humanizado

Em momentos de distanciamento social, trabalho remoto e suspensão de entrevistas presenciais, recrutar bons profissionais exige técnica apurada para identificar a melhor contratação mesmo à distância…

Refinamos nosso método de seleção constantemente, hoje temos uma taxa de assertividade de 97% de sucesso nas contratações

Em momentos de distanciamento social, trabalho remoto e suspensão de entrevistas presenciais, recrutar bons profissionais exige técnica apurada para identificar a melhor contratação mesmo à distância. Apesar da alta dos índices de desemprego no Brasil, um setor que cresce a todo vapor é o de TI.

Um levantamento realizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Tecnologia da Informação de São Paulo (Sindpd) aponta que 14,5% das empresas tendem a ampliar a oferta de vagas no setor, mesmo diante da turbulência econômica. Afinal, a pandemia forçou uma digitalização de processos, empresas e pessoas. Mas como contratar um bom profissional de TI?

É importante relembrar que o setor de TI representa cerca de 7% do Produto Interno Bruto do Brasil, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e emprega mais de 1 milhão de profissionais.

Oferecer um atendimento humanizado e contar com parcerias adequadas para selecionar os melhores profissionais de TI é, agora, mais importante do que nunca, segundo Gabriel Silva, CEO da One Choice, uma startup de RH Tech paulista fundada em 2017.

“Percebemos que muitas áreas de RH das empresas têm profissionais que desconhecem as especificações técnicas de tecnologia. Por isso, têm dificuldade para descrever as habilidades necessárias às vagas que foram abertas, nós ajudamos esses parceiros a encontrarem o profissional ideal”, explica Gabriel, destacando que a One Choice se diferencia por ajudar o RH a entender melhor o profissional, por meio de uma metodologia desenvolvida para conhecer e testar aspectos técnicos desse candidato.

Embora existam ferramentas de automatização de seleção de candidatos, elas não consideram aspectos e características do perfil profissional do candidato, além do fit cultural:

“Quando não são consideradas as softskills e se aplicam somente os processos automatizados, o resultado mais comum é que a empresa contrate um profissional que não se adequa à cultura da empresa. Isso, certamente, não é um resultado desejado”.  Completa Gabriel “Refinamos nosso método de seleção constantemente, hoje temos uma taxa de assertividade de 97% de sucesso nas contratações”.

Atualmente ele diz que possui mais de 400 vagas em aberto, incluindo diretor de technical support, programador Java, tech lead front, tech lead back, desenvolvedor Android, desenvolvedor IOS, para citar algumas.

Enxergar o candidato em sua completude, com suas virtudes e nuances é fundamental para construir uma equipe diversa e produtiva. Quem diria que em meio a tanto avanço tecnológico o que mais faria diferença seriam os traços mais humanos.

Website: https://www.onechoice.com.br/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close