Emily SobralPAT

Serviços de medicina do trabalho de SP passam a ter regulação quanto à pandemia

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

As clínicas, serviços e empresas de Medicina do Trabalho, públicos e privados do estado de São Paulo, deverão seguir, a partir deste mês, a Portaria do Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, em função do Covid-19.

A portaria visa à vigilância em saúde do trabalhador nas ações de controle do risco em relação à exposição ao vírus COVID-19 nos ambientes de trabalho. Como esses serviços desenvolvem atividade de interesse à saúde e precisam de licença da Vigilância Sanitária, é importante uma portaria para disciplinar a atuação durante a pandemia.

No contexto de SST, já há vários registros do vírus em locais de trabalho e que, por isso, se faz necessária a adoção de medidas de prevenção da infecção e que seja feita a vigilância da saúde dos trabalhadores a fim de identificar casos o mais precocemente possível, para que se possa intervir oportunamente de modo a detectar e controlar, de preferência ainda em seus estágios iniciais, as possíveis ameaças do vírus à saúde dos trabalhadores.

Portanto, o documento expõe obrigações referentes à identificação de casos suspeitos, monitoramento e contatos no ambiente de trabalho e apoio dos órgãos de Vigilância em Saúde na disponibilização das informações sistematizadas.

 

www.segurancaocupacionales.com.br

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close