NOTÍCIAS CORPORATIVASSegurança patrimonial e eletrônica

SQL versos NoSQL, qual tecnologia utilizar?

“Não existe uma receita mágica sobre qual software utilizar, mas há pontos que irão facilitar na escolha.

O mercado tecnológico cresce todos os dias e as opções em softwares, aplicativos e ferramentas deixa qualquer leigo no assunto perdido.

O Analista de Sistema, Gustavo Moura Severi, afirma que na sua profissão é comum pessoas questioná-lo sobre qual banco de dados se deve utilizar. E para surpresa dos questionadores, o profissional abre basicamente em duas opções. A mais conhecida, temos o SQL – Structured Query Language”, traduzindo para o português: Linguagem de Consulta Estruturada. “Resumidamente, é uma linguagem de programação para se trabalhar com banco de dados relacional – baseado em tabelas”.

A linguagem SQL surgiu no início dos anos 70, é uma linguagem muito tradicional no mundo de software. O SQL é utilizado para interagir com o SGBD (Sistema de gerenciamento de banco de dados) e executar várias tarefas como inserir e alterar registros, criar objetos no banco de dados, gerenciar usuário, consultar informações, controlar transações etc. Logo, saber o que é SQL e como utilizá-la é fundamental para qualquer desenvolver de software.

Outra opção bastante recomendada pelo Analista é o NoSQL – Not Only SQL – que é um termo utilizado para banco de dados não relacionais de alto desempenho. O banco de dados é otimizado especificamente para aplicativos que exigem modelos de grande volume de dados, baixa latência e flexibilidade. Somente em meados dos anos 2000, esse tipo de banco de dados se popularizou e se potencializou, tornando-se um bom competidor para o famoso SQL.

“Levando em conta os conceitos das duas tecnologias, não existe uma receita mágica sobre qual utilizar, mas há pontos que irão facilitar na escolha de uma delas no seu projeto de software”, explica Severi.

As dúvidas podem mudar e ir para outro contexto como formatação de dados das suas tabelas, tabelas são estáveis e até que tipo de banco de dados relacional. “Quanto a geração de relatórios gerenciais do sistema, o SQL também ajuda muito na execução, porém com custo mais alto em termos de espaço em disco e memória, dessa forma o NoSQL leva vantagem” explana Gustavo.

“Se o seu banco não necessita de tipagem forte, a formatação de dados não é importante, minha consideração também é utilizar o NoSQL. Esse tipo de banco também não há schema, o que facilita muito no deployment da aplicação. Portanto devemos avaliar o projeto para que possamos definir qual será a estratégia a ser adotada, não existe uma tecnologia melhor que a outra, e NoSQL não irá substituir SQL no futuro. Cabe a você chegar a sua própria conclusão” finaliza o profissional.

Website: http://www.dino.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close