NOTÍCIAS CORPORATIVASPAT

Especialista dá dicas sobre uso de mangueiras de borracha no setor industrial

Fabricante de mangueiras e mangotes de borracha destaca que o suporte a altas pressões, a facilidade de transporte, além de resistência e durabilidade são pontos positivos do uso das mangueiras de borracha

Seja para realizar a limpeza, para sucção ou até mesmo para a utilização em produtos químicos, as mangueiras de borracha são indispensáveis no setor industrial, especialmente por suas inúmeras funcionalidades, bom desempenho e alta durabilidade. A Maxxflex, fabricante de mangueiras e mangotes de borracha, destaca que o suporte a altas pressões, a facilidade de transporte, além de resistência e durabilidade são pontos positivos do uso das mangueiras de borracha. “Por mais que boa parte das instalações conte com este material, a realidade é que poucos tomadores de decisões destas organizações realmente conhecem os benefícios destes produtos e o quanto podem fazer a diferença no dia a dia das indústrias, atendendo suas necessidades e facilitando a produção”, ressalta.

As mangueiras de borracha foram projetadas especificamente para suportar atmosferas de altas pressões, uma vez que sua tecnologia busca auxiliar nas aplicações e no transporte de produtos que precisem ser pulverizados. Dessa forma, este material é um elemento valioso para uma ampla variedade de projetos, desde os que envolvem a irrigação, até mesmo os que demandam de uma grande quantidade de água, com jatos de alto alcance e velocidade.

O design sofisticado e leve pode também ajudar no transporte fácil e rápido, quando a indústria necessita. “Isso ocorre porque a mangueira de borracha possui uma alta elasticidade, indo na contramão das concorrentes, que são mais rígidas e menos flexíveis”, explica a Maxxflex.

Outra vantagem da mangueira de borracha é que a maioria é à prova de intempéries, ou seja, resiste às ações do clima. Com isso, são fortes o suficiente para serem utilizadas ao ar livre na indústria ou para serem armazenadas em um ambiente aberto, por exemplo. Além disso, não enferrujam quando expostas à chuva ou umidade, e também podem suportar ventos fortes. Logo, é possível considerar que este produto não sofre oxidação e não reage às mudanças constantes que podem acontecer na região.

Mangueiras de borracha não apenas sobrevivem à oxidação, como mencionado anteriormente. Muitas delas também possuem resistência ao ozônio, à erosão, ao oxigênio, à luz e à ação de óleos e produtos químicos que sejam transportados por elas, sem deformar após receber uma grande quantidade da substância. Isso se dá porque as mangueiras de borracha são mais resistentes que as contrapartes convencionais, o que faz com que não precisem ser trocadas com frequência e não sofram com rasgos e outros danos constantes.
“Esse também é um material que, quando exposto durante o projeto industrial, é capaz de suportar as inúmeras e mais diferentes temperaturas”, conta a Maxxflex. As mangueiras de borracha que são feitas para este propósito conseguem resistir até 200 °C e suportar também os ambientes mais frios, até -60 C, um fator indispensável para as organizações que lidam com medicamentos e precisam passar pelo processo de congelamento.

Em casos de aplicações industriais em que é preciso que os trabalhadores realizem uma troca rápida da mangueira para manter a operação funcionando corretamente, as mangueiras de borracha também são muito bem-vindas. Isso ocorre, pois uma simples peça pode ser desaparafusada para que o serviço continue. Na contramão, as feitas com outros materiais podem ser especialmente difíceis de lidar e remover, o que pode ser um problema.

Website: https://maxxflex.com.br/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close