NOTÍCIAS CORPORATIVASPAT

Com o aumento das demissões empresas contratam outplacement para seus ex-colaboradores

“É nesse processo que o profissional que acaba de ser dispensado, terá a oportunidade de continuar empregável em um momento delicado de sua vida profissional.

Outplacement é conhecido como um processo de Recursos Humanos sempre feito no desligamento do seu colaborador. É um apoio ao profissional, que faz com que ele saiba lidar melhor com a transição e sua recolocação no mercado cada vez mais competitivo.

Esse processo muitas vezes é contratado pela empresa com o intuito de humanizar o processo de desligamento dos colaboradores, garantindo assim que o mesmo encontre novas oportunidades no mercado de trabalho.

Na década de 80, em meio a uma crise, grandes organizações sentiram a necessidade de oferecer algum tipo de assistência aos seus colaboradores que estavam sendo desligados, surgindo assim o outplacement, um trabalho importantíssimo no apoio aos ex-colaboradores assegurando assim a reputação da empresa no mercado.

Hendz Tabanêz, CMO da United HR, explica que empresas contratam outplacement por se preocuparem com a imagem que vinham passando a seus consumidores e parceiros associados. A preocupação com o posicionamento das empresas chega à área de Recursos Humanos, fazendo com que cada vez mais seja comum e necessário essa atenção aos colaboradores desligados. Introduzir o processo de outplacement contribuirá para a formação de uma imagem, mantendo assim o clima e a concordância dos parceiros nesse processo de reestruturação.

É nesse processo que o profissional que acaba de ser dispensado, terá a oportunidade de continuar empregável em um momento delicado de sua vida profissional.

Marcio Miranda, CEOLATAM da United HR, afirma que com o outplacement notou-se uma grande redução na carga emocional negativa e o estresse nos responsáveis pelo desligamento, promovendo assim, interna e externamente, a imagem de uma instituição que sempre valoriza e beneficia seus colaboradores.

Douglas Pereira, advisor da United HR, diz que no processo de outplacement enriquece as relações trabalhistas, aprimorando assim suas políticas em Recursos Humanos, que muitas vezes são consideradas não tão coerentes e ultrapassadas. Fazendo com que os colaboradores desligados, não sintam-se deixados ou simplesmente entregues à própria sorte.

Não se pode esquecer que este processo capacita os envolvidos nos seus desligamentos, fazendo com que eles tenham avaliado as alternativas de recolocação de uma maneira mais planejada e estruturada, antes de começar a buscar um emprego.

Tem que ressaltar-se que o processo de outplacement tradicional deve ser entendido como o processo que dará melhor suporte ao colaborador em sua própria busca.

Outras empresas, além deste planejamento, fazem uma busca ativa e indicam a empresas e headhunters que tenham vagas, e os apresentam aos processos de seleção.

Gustavo Apostolico especialista em carreira na United HR (empresa de outplacement e Executive Search), explica que após esse processo de planejamento da carreira do executivo, pode-se apresentar o perfil deste executivo a empresas e a headhunters responsáveis por contratar. “Podemos aplicar o perfil deste executivo a empresas que tenham processos seleção em aberto”, afirma.

“Entre março e junho, diminuíram as demissões, em função principalmente dos acordos de redução de jornadas e salários, que levaram as empresas a assumir o compromisso legal de não demitir”, conta Márcio Miranda, CEO da United HR, especializada na recolocação de gerentes, diretores e CEO’s (presidentes).

“Percebe-se a partir de julho um aumento nas demissões e contratações por outplacement em 30%”, afirma Márcio Miranda.

Miranda avalia que empresas planejam demitir milhares de pessoas até o final deste quarter, “Várias empresas têm nos procurado para organizar programas de demissões humanizadas para os próximos meses”, declara.

“As empresas querem fazer mais com menos custos o que é característico de downsizing”, diz o CEO da United HR.

Segundo ele, vários setores da economia estão em crise, e os contratam para serem recolocados em setores que estão em alta. Uma estratégia que sempre é usada em tempos de crise pelas empresas de outplacement.

Website: http://unitedhr.co

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique Também

Close
Close