Emily SobralPAT

No Brasil está todo trabalhador ficando louco!

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Vou contar um segredo: ausentei-me por uma semana da minha lida diária jornalística neste site para “encontrar e aprumar o eixo”, imitando a atitude de certo político brasileiro ocorrida na década de 80. Ora, quem não foi atingido pelos estragos da pandemia causada pelo ‘vírus chinês’? Comigo não seria diferente, ainda mais para uma mulher hipocondríaca. Pronto, expus segredos sobre minha pessoa, agora é ir direto à área de SST.

O fato é que as doenças de natureza psiquiátrica têm aumentado ano a ano. Os estudos começam a aparecer apontando os estragos psicológicos aos trabalhadores, especialmente por causa da pandemia da Covid-19. Infelizmente, o INSS, que reluta em abrir suas portas para o atendimento presencial aos segurados do instituto, não conseguirá evitar o óbvio: o aumento de requerimentos de benefícios por incapacidade mental resultando em crises de ansiedade, pânico, depressão, angústia, bipolaridade, psicoses e esquizofrenias.

Logicamente, o órgão dificultará a concessão dos benefícios requeridos, mas a realidade é que o número das requisições de natureza psiquiátrica no INSS está entre os primeiros colocados. No Brasil, onde se sabe que o ‘cobertor’ é curto para todas as demandas sociais, é triste saber que o pânico instaurado pela pandemia tenha acionado o gatilho das doenças mentais em trabalhadores. Mas é urgente que se faça algo para prevenir a outra pandemia que se avizinha: a insanidade mental dos brasileiros.

 

www.segurancaocupacionales.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close