Emily SobralPAT

Proteção rigorosa contra os riscos químicos em trabalhadores

Por Emily Sobral Twitter: @EmilySobral       Periscope: @emiliasobral61

Vamos lá explicar, sem delongas, sobre os riscos químicos aos trabalhadores que laboram em indústrias, que podem resultar em doenças e até acidentes. Mas, primeiramente, quais seriam os tipos de indústria com maiores riscos químicos?

As de fabricação de cloro e álcalis intermediários para fertilizantes, adubos e fertilizantes de gases industriais e produtos químicos não especificados. O risco químico ocorre dentro do ambiente de trabalho, devido às substâncias ou compostos que possam penetrar no organismo pela via respiratória ou absorvidos pela pele.

Há vários tipos de agentes químicos, como gasosos, líquidos e sólidos, que podem causar asfixia, anestesia, intoxicação ou até câncer. Portanto, as medidas de segurança precisam ser eficazes e responsáveis. A partir do reconhecimento do tipo de risco químico, o setor de segurança deve realizar as avaliações quantitativa e qualitativa. Em seguida, devem-se instalar as proteções coletivas, como exaustores, capelas químicas, lava-olhos, entre outras, assim como as proteções individuais. As equipes profissionais também devem passar por avaliações médicas periódicas e rigorosas, para a detecção precoce de doenças relacionadas à exposição perigosa desses produtos.

 

www.segurancaocupacionales.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique Também

Close
Close